Olá, e bem vinda(o)!
Essas foram as 3 melhores histórias publicadas no Ribon durante a ultima semana (7 a 14 de maio). Para ler mais boas histórias e ainda ajudar quem mais precisa com doações diárias e gratuitas, baixe o Ribon!

Boa leitura, e ótima semana! ♥


Projeto quer romper estereótipos negativos da periferia através da fotografia

Publicado em Razões para Acreditar

Acompanhando o cotidiano de diversas ‘quebradas’, coletivo paulistano quer romper os estereótipos ao redor da periferia através da fotografia. Fugindo de clichês e mergulhando neste universo, o grupo DiCampana tem conquistado espaço dentro e fora da mídia, mostrando em sua fotografia as regiões que por muitos anos são tomadas por estigmas e preconceitos. Segundo o Nexo Jornal, a ideia começou a ganhar forma depois que o fotógrafo José Cícero da Silva registrou um grupo de meninos reunidos sob uma laje do Jardim Leni, zona Sul de São Paulo, em torno de um celular. E dias mais tarde, uma amiga dele que foi divulgada nas redes sociais e comentou: “José, sem maldades, quando olhei achei que estavam traficando drogas”.

Leia o texto completo


Criada garrafa d’água que se decompõe em 3 semanas

Publicado em Só Notícia Boa

Um britânico criou uma garrafa d’água que se decompõe em três semanas. A ideia é reduzir o consumo de plástico no planeta. James Longcroft, de 27 anos, graduado em química pela Durham University, em Fulham, idealizou a garrafa feita de papel reciclável. Ela usa materiais não tóxicos, sustentáveis, naturais e ainda é impermeável. O revestimento, que é uma combinação secreta de materiais completamente biodegradáveis, liga-se à caixa de papel e cria uma vedação dentro da garrafa. O forro impede que a água na garrafa alcance o invólucro de papel e desmanche. Mas quando ela é submersa em água, ou deixada em aterro, o papel começa a se decompor, seguido pela camada interna.

Leia o texto completo


Designer mistura alfabetos árabe e hebraico para transmitir mensagem de tolerância e união

Publicado por Hypeness

A linguagem diz muito sobre nós e a maneira como nos relacionamos com o mundo. E, embora árabes e hebreus tenham um relacionamento conturbado, uma designer está usando a tipografia para unir estas duas culturas e transmitir uma mensagem de tolerância. Liron Lavi Turkenich vive em Haifa (Israel) e desenvolveu um sistema de escrita único, que mistura os alfabetos árabe e hebraico. Embora esteja sendo criado desde 2012, o projeto ganhou notoriedade mundial recentemente após ser divulgado pela página Nas Daily, onde já foi visto por mais de 2 milhões de pessoas.  A fonte criada por Liron ganhou o nome de Aravrit e une a parte superior de uma letra em árabe e a parte inferior da mesma em hebraico, criando uma tipografia completamente nova. Segundo a página do projeto, tanto leitores de árabe quanto de hebraico conseguem ler as mensagens escritas com o novo alfabeto. “Aravrit manda uma mensagem de união: uma pessoa pode ler a língua que escolher, sem ignorar a outra, que está sempre presente“, descreve.

Leia o texto completo


 

Baixe o app e leia mais boas histórias todos os dias 🙂

 

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *